Museu Bardini de Florença: : informações úteis, horários de abertura, história, curiosidades, endereço e mapa


Museu Bardini

Um pouco da história do Museu Bardini

Em 1880 Stefano Bardini construiu o prédio que atualmente abriga o museu que leva seu nome. Bardini comprou um complexo de edifícios da época, incluindo a Igreja Santuário de San Gregorio della Pace, construída entre 1273 e 1279 e vendida anos mais tarde. Bardini transformou estes edifícios em um imponente edifício eclético utilizando restos de materiais como pedras medievais e renascentistas, arquitraves esculpidos, lareiras, escadas e também tetos em caixotões pintados. Por exemplo, as janelas do primeiro andar da fachada são de altares de uma igreja demolida em Pistoia, San Lorenzo.

O complexo de propriedades de Bardini contava com edifícios como o Palazzo Mozzi, do século XIII, com vista para a praça e para o parque histórico de quatro hectares nas encostas da colina Belvedere, atualmente conhecida como o Jardim Bardini e que possui uma vista magnífica. No seu interior havia uma vila, hoje Villa Bardini, com uma varanda panorâmica, laboratórios, áreas de serviço, salas de exposição e um armazém.

Com a morte de Bardini em 1922, este edifício neorrenascentista e suas coleções foram herdadas pela cidade de Florença, criando o museu cívico da cidade, que esteve fechado para reformas por quase uma década, de 1999 a 2009.

O que é o Museu Bardini atualmente?

Atualmente, o museu abriga um conjunto eclético de mais de 3.600 obras, incluindo pinturas, esculturas, armadura, instrumentos musicais, cerâmicas, moedas, medalhas e móveis antigos. Entre as obras mais importantes estão a "Carità" de Tino di Camaino, a "Madonna dei Cordai" de Donatello e uma "Madonna col Bambino" também atribuída ao mesmo Donatello, argila vitrificada em laboratório de Della Robbia, o "San Michele Arcangelo" de Antonio del Pollaiolo, o "Martirio di una Santa" de Tintoretto, uma obra de Guercino e trinta desenhos de Tiepolo.

Curiosidades sobre o Museu Bardini

Você sabia que a Fonte do Porcellino de bronze foi feita por Pietro Tacca, discípulo de Giambologna, em 1612 e está no Museu Bardini? Uma cópia deste trabalho, que a maioria dos visitantes de Florença conhece, encontra-se embaixo da lógia do Mercato Nuovo, perto da Ponte Vecchio. Os turistas que visitam a cidade sempre tiveram o hábito de tocar o nariz do javali, para dar sorte. É possível encontrar outras cópias deste trabalho em países como Austrália, Canadá, Dinamarca, França, Alemanha, Grã-Bretanha e Estados Unidos.

Por que visitar o Museu Bardini?

O Museu Bardini faz parte da herança testamental do antiquário Stefano Bardini para a cidade de Florença. O longo e indispensável trabalho de restauração do Museu Bardini reestabelecer a configuração que o antiquário Stefano Bardini havia dado originalmente para a exposição. Stefano Bardini se formou como pintor e se tornou famoso como restaurador, além disso, organizou uma coleção de obras de arte por amor e paixão pelo Renascimento. Graças a ele, o interesse pela decoração arquitetônica renascentista, esculturas em estuque e esculturas de argila foi redescoberto.

Como posso visitar o Museu Bardini?

Stefano Bardini foi uma figura muito importante no mundo artístico, por isso recomendamos que você contrate um guia para apreciar ao máximo a história deste famoso antiquário. Um dos itinerários mais interessantes inclui uma visita ao Museu Bardini e à Casa Siviero (o 007 da arte) e também é possível acrescentar a visita à Galeria Uffizi.

Outras atrações nas redondezas

Florença é uma das cidades mais bonitas da Itália e do mundo, conhecida como o Berço do Renascimento italiano. Florença é um museu ao ar livre, com muitas atrações para visitar e conhecer. Durante a sua visita você não pode perder as seguintes atrações:

O Campanário de Giotto, que após subir seus 414 degraus, você poderá apreciar a vista panorâmica da cidade. O Campanário de Giotto está localizado no complexo do Duomo de Florença, perto da Catedral de Santa Maria del Fiore, construída pelos melhores arquitetos da época, como Giotto, Brunelleschi, Vasari, Lorenzo Ghiberti e outros. Você também poderá subir os 436 degraus da famosa cúpula de Brunelleschi, uma experiência simplesmente única. Neste mesmo complexo, encontra-se o Battistero di San Giovanni, onde você poderá ver a cópia da Porta do Paraíso, já que a obra original está no Museu da Ópera do Duomo, na parte de trás do Duomo de Florença.

Caminhando pela cidade você atravessará a Ponte Vecchio, com suas lojas de ouro e prata, enquanto aprecia a vista do rio Arno. Olhe acima das lojas da Ponte Vecchio e você verá várias janelas, esta passagem é o famoso Corredor Vasariano que liga o Palazzo Vecchio, com o Palazzo Pitti. Atualmente a entrada para o Corredor Vasariano fica na esplêndida Galeria Uffizi, um dos museus de arte mais bonitos do mundo e provavelmente o mais completo em termos de obras renascentistas, nele encontramos obras de Michelangelo, Giotto, Leonardo da Vinci, Botticelli e Rafael.

Informações Úteis

Horários:

Segunda-feira, sexta-feira, sábado e domingo: das 11h00 às 17h00
Última entrada: 30 minutos antes do fechamento

Fechado 1º de janeiro, Páscoa, 1º de maio, 15 de agosto e 25 de dezembro

Endereço e Mapa

Via dei Renai, 37 - Florença.

Ver mapa

Acesse comodamente os museus, utilizando o nosso serviço de translado!
SERVIÇO DE TRANSLADO
SERVIÇO DE TRANSLADO
Reserva Agora